Our News

semântica
Blog

Semântica: aprenda de vez o que é

Não precisa ler esse texto franzindo a testa ou com o nariz torto: semântica não é o bicho de 7 cabeças que você pensa! Nós da área praticamente exercemos técnicas relacionadas a ela todo dia, e para te ajudar a entender e aprender de vez sobre, aqui vai um manual da semântica da PromoContent:

Semântica – basicamente – é:

Um estudo dentro da linguística dos significados das frases e palavras (em nomes mais bonitos: períodos, expressões e signos).

Qual a importância de entender semântica?

Ela te oferece um leque de opções para escrever de forma mais dinâmica e otimizada, sem repetir muitas palavras, e o mais importante, fazendo o leitor entender facilmente o que está sendo escrito. Continue lendo e entenderá.

Antônimos x Sinônimos

Não fica cansativo ler um artigo que repete 4589 vezes a mesma palavra? Explorar os sinônimos te ajuda a evitar esse erro, eles são palavras que possuem o mesmo sentido, como: belo e bonito / contente e alegre / fácil e simples. Observe que no último exemplo as palavras podem ou não possuir o mesmo significado, e cabe a você entender o contexto envolvido na hora de colocá-las.

Enquanto isso os antônimos são oposições, como belo e feio, contente e triste, fácil e complicado, e são ótimos para fazer comparações.

Conotação x Denotação

Para fazer com que a pessoa que esteja lendo tire suas próprias conclusões através do conteúdo abordado, podemos utilizar palavras no sentido figurado, empregando um termo diferente dos encontrados nos dicionários, e isso é conotar!

Exemplos:

  • Nem tudo é um mar de rosas.
  • Luana tem um coração de pedra!

Já a denotação utiliza palavras que realmente significam o que significam, ela é ótima para deixar extremamente claro o que quer dizer em um texto, evitando duplos sentidos.

Hiponímia x Hiperonímia

Esses campos estão relacionados à especificação. Se você quiser ser específico em relação aos itens que comprou no mercado:

  • “Fui ao mercado e comprei bananas, maçãs, morangos e melancias”. -> está utilizando a hiponímia

Porém, se não tiver esse interesse, e falar
– “Fui ao mercado e comprei diversas frutas” – > está utilizando a hiperonímia.

Para saber quando utilizar cada uma, basta analisar se as especificações terão um sentido para o leitor. A hiperonímia é mais utilizada quando é preciso ser mais direto, quando cada ítem não é tão relevante quanto ao restante.

Alerta ambiguidade!

Gerar um valor ambíguo é escrever com duplo sentido por falta de clareza. Isso ocorre de diversas maneiras, principalmente se não escrever com atenção.

Exemplo:

  • João encontro o gerente de marketing com o seu irmão

O irmão era do João ou do gerente de marketing?

Soluções para o exemplo:

  • João encontro com o seu irmão o gerente de marketing
  • João encontrou o gerente de marketing com o irmão dele

“Qual o segredo para fugir disso?” Ler, revisar e reler mais uma vez. Às vezes estamos tão acostumados a escrever tão automaticamente, que não percebemos a ambiguidade. Para casos mais importantes como um TCC, peça para um conhecido ler para garantir o sucesso!

Não falamos que era simples? Já parou para pensar no tamanho da utilidade que a semântica tem na sua vida profissional e acadêmica? Conta pra gente!

Equipe Promocontent

  • Share: